Notícias

Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Dia do Gari é comemorado com panfletagens em Vitória

Hoje (16/05) é o Dia Nacional do Gari, considerado o "Dia do Profissional de Limpeza Urbana", e em Vitória serão distribuídos panfletos sobre a importância do trabalho do profissional. O Dia...

Hoje (16/05) é o Dia Nacional do Gari, considerado o "Dia do Profissional de Limpeza Urbana", e em Vitória serão distribuídos panfletos sobre a importância do trabalho do profissional. O Dia do Gari demonstra a valorização e o reconhecimento do seu serviço. Além de varrer ruas, praças e parques, eles capinam a grama e lavam as vias públicas, viadutos e outros serviços prestados a população.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação, Limpeza Pública e Serviços Similares do Estado do Espírito Santo (Sindilimpe-ES) informa que só na Grande Vitória cerca de 1,5 mil toneladas de lixo são produzidas por dia. Em todo o Estado esse número chega a quase três mil toneladas.

O Sindilimpe realizará hoje (16/05) na Praça Oito, Centro de Vitória, às 17h30, a 1ª Assembléia para discutir com os trabalhadores de limpeza urbana a proposta do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb) sobre as negociações das reivindicações e do reajuste salarial da categoria.

O Sindicato afirma que as primeiras reuniões já aconteceram. Na assembléia de hoje (16/05) o Sindilimpe vai expor aos trabalhadores a proposta apresentada pelos patrões. “Temos que mostrar a importância dessa profissão para a população e, mais ainda, que precisamos de melhores condições de trabalho e melhores salários”, lembra José Luiz Rodrigues, presidente do Sindilimpe.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Vila Velha (Sinfais) José Carlos de Siqueira Júnior explica a importância deste dia para a sociedade. “Hoje é mais que uma data comemorativa. É um momento para a sociedade fazer uma reflexão sobre o destino do lixo. A Grande Vitória produz um lixo que trás problemas na hora do recolhimento, tanto para a saúde dos garis, quanto para a sociedade que cada vez mais degrada o meio ambiente”, relatou Siqueira.

“Um aspecto negativo, são os baixos salários e qualidade de trabalho dos garis. Precisam ser atendidas as reivindicações,” concluiu Siqueira.

Por: Peggy Maressa

Tags: sindicatos